Friday, May 05, 2006

DOCUMENTOS OFICIAIS:


CARTA DE PRINCÍPIOS MOVIMENTO O SUL É O MEU PAÍS


FINALIDADES:
O "Movimento O Sul é Meu País" é uma instituição criada com a finalidade de elaborar estudos e organizar debates livres para avaliar as possibilidades pacíficas e democráticas de autodeterminação do povo sulino, que habita os territórios dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul através da forma plebiscitária.

FORMALIZAÇÃO E LEGALIDADE:
A instituição foi criada nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e está registrada conforme prevê a Lei no Cartório de Registro de Pessoas Jurídicas, possuindo sedes estaduais em cada um dos três Estados e adota como objetivo fundamental a Autodeterminação Sul-Brasileira.

FUNDAMENTAÇÃO JURÍDICA:
Fundamenta-se no Art. 4, item III, (Direito a autodeterminação dos povos), no Art. 5, itens IV, VII, XVI, XVII, XIX, XXI (Direito e liberdade de pensamento e direito de organização para expressar e divulgar o pensamento) da Constituição Federal e nas Resoluções das Nações Unidas especialmente na Resolução 1514 (XV).

FUNDAMENTAÇÃO UNIVERSAL DO DIREITO À AUTODETERMINAÇÃO:
Respalda-se na regra do milenar do Direito Natural de que os povos tem direito a sua autodeterminação, desde que a população emancipanda expresse democraticamente sua vontade soberana. A Resolução 1514 (XV) da ONU é muito clara neste sentido quando diz que "Todos os povos têm o direito à livre determinação; em virtude deste direito, determinam livremente o seu estatuto político e orientam livremente o seu desenvolvimento económico, social e cultural". Regra considerada "divina", existente desde os primórdios das democracias exercidas nas cidades/estados gregas e no antigo Senado Romano, onde afirmava-se que o direito à autodeterminação é uma lei natural, que não precisa ser escrita, e depois pelas modernas e crescentes doutrinas sociológicas, este princípio é acatado por todas as nações democráticas do Planeta, entre elas o Brasil, através do art. 4o. de sua Constituição. Países como os Estados Unidos, a Inglaterra e outros que possuem uma constituição com pouco mais de vinte artigos, reconhecem expressamente e dedicam capítulo especial a este preceito do direito natural. A ONU adotou o direito à autodeterminação como principio basilar, de onde deriva e sustenta-se sua existência.

COMPROMISSOS:
Durante estes quase 10 anos de existência, o Movimento realizou congressos e seminários, de onde foram surgindo e sendo aperfeiçoados os compromissos que, após apresentados, discutidos e aprovados por suas lideranças, passaram a integrar a Carta de Princípios, pautando o comportamento e atividades de toda sua militância e lideranças do Movimento. Compromissos, assim enumerados:

1 - COM A DEMOCRACIA,
repudiando o emprego de violência ou de grupos paramilitares;

2 - CONTRA A DISCRIMINAÇÃO,
pautando-se contra qualquer forma de discriminação, seja ideológica, religiosa, sexual, racial, cultural, ou social.

3 - COM A CONSULTA POPULAR,
através da realização plebiscitária e de levantamentos, pesquisas para aferição da vontade popular, se deseja ou não a sua autodeterminação independentista ou confederativa.

4 - COM ESTRUTURA ADMINISTRATIVA HORIZONTAL,
com ampla autonomia para as diversas comissões regionais, municipais, de bairros e especiais, sem cercear suas iniciativas, desde que não contrariem os princípios inarredáveis do Movimento e as limitações firmadas de comum acordo entre as lideranças pertinentes.

5 - COM O DESPERTAR DE CONSCIÊNCIA,
através de promoção de seminários, congressos, publicações e debates com os diversos segmentos da sociedade sulina;

6 - COM A TRANSPARÊNCIA,
tornando pública a doutrina e os atos praticados pelo Movimento;

7 - COM ADEQUAÇÃO AO RECONHECIMENTO INTERNACIONAL,
junto às entidades internacionais, para o devido reconhecimento da legitimidade do direito de autodeterminação dop povo sulino, incluindo a escolha da forma e do sistema de governo, através do exercício democrático, recusando, expressamente, a ingerência de pessoas, grupos e ou instituições estrangeiras.

FATORES QUE MOTIVAM A BUSCA DA AUTODETERMINAÇÃO:
Diversos têm sido os fatores que nos impulsionam na direção da autodeterminação, e é necessário torná-los públicos, pois a grande maioria da população sulina é mantida na desinformação sobre sua própria potencialidade. Foi com este propósito, que após amplas discussões e a troca de pensamentos convergentes, em sucessivos encontros, debates e assembléias, que elaboramos o presente trabalho, cujo objetivo visa apresentá-lo aos que desejam a Independência, como forma de contribuição orientadora ao eficiente exercício de autodeterminação.

1.Fatores Políticos:
o franco desrespeito à regra constitucional de que "todos são iguais perante a lei", além de que a cada eleitor deve corresponder um voto, permite que a representação na Câmara Federal seja viciada. Uma perniciosa representação parlamentar gritantemente desproporcionalizada, quebra também o preceito estabelecido na Constituição sobre a igualdade entre os Estados Federados. A existência de uma política financeira que premia a especulação em detrimento da produção. O terrorismo tributário, que penaliza a cadeia produtiva e de consumo, jogando as livres iniciativas na marginalidade e promovendo o desemprego. A atual ausência de autonomia legislativa que deveria ser conferida às Assembléias Legislativas dos Estados, que permita legislar sobre matéria cultural, providenciaria, sanitária, penal, tributária e outras. O descaso com que o Sul tem sido distinguido permanentemente, relegado sempre a um segundo plano, tendo seus projetos e anseios sempre adiados indefinidamente.

2 . Fatores Tributários:
A abominável sangria tributária da região Sul, sempre submetida à má distribuição do bolo tributário, que privilegia regiões, discriminando outras, bem como a má distribuição do nosso esforço tributário que apenas contempla o fortalecimento das oligarquias políticas clientelistas do Norte e Nordeste, em prejuízo das próprias populações daquelas regiões. A permanente discriminação orçamentária, que relega a Região Sul à quase inexistência de investimentos federais;

3 . Fatores Econômicos:
A Região Sul tem todos os requisitos necessários para se tornar uma das nações mais prósperas do planeta. O seu potencial humano, social e econômico não deixa qualquer dúvida a respeito de sua viabilidade como país independente.

4-Fatores Geográficos: Com uma área de 577.000 quilômetros quadrados, o conjunto sulista, formado pelos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande. do Sul, apresenta uma situação geográfica altamente favorável. Dotado de planaltos, planícies, serras, matas, rios navegáveis, diversos portos, um litoral imenso e um clima temperado, apresenta condições tecnológicas e físicas para uma base agrícola produtiva e diversificada. Este grande espaço geográfico também apresenta um formidável potencial turístico, maior que a grande maioria dos países que têm nessa área uma de suas atividades mais importantes. O litoral catarinense é prodigioso em turismo e pesca. As serras gaúchas e catarinenses são conhecidas pelo notável clima de inverno sub-tropical. No Paraná, os rios navegáveis e suas cataratas além de gerarem toda a energia que necessitamos, deslumbram o mundo. Nosso litoral, com mais de 1500 quilômetros e seus cinco portos em atividade, causam inveja a países já desenvolvidos. A Região Sul confina com três países do Cone Sul: Paraguai, Uruguai e Argentina, com quem partilhamos um intercâmbio comercial através do Mercosul, além das afinidades tecidas pela história, geografia, clima, etnias e características culturais. Um aproveitamento racional desta geografia nos trará autonomia no campo energético, na indústria turística, na agricultura, na pecuária e em muitos outros campos das atividades econômicas, além de nos permitir um sistema natural de escoamento de produção. Em extensão geográfica, a Região Sul é maior do que 116 dos atuais 193 países existentes.

5 . Fatores Culturais:
A população Sulina hoje é de cerca de 25 milhões de pessoas, de origem européia, miscigenada ao africano, ao americano nativo e ao asiático. Esta miscigenação que absorveu cultura, costumes e tradições de quatro continentes, associada aos fatores climáticos e geográficos inerentes à Região Sul, moldou o perfil que é peculiar do sulino, diferenciando-o das demais regiões brasileiras. O povo Sulino tornou-se assim detentor de uma diversificadíssima cultura, que se expressa através dos costumes e das tradições que a região cultiva, de onde se projetaram expressões artísticas para o mundo inteiro.

6 . Fatores Sociais:
O galopante crescimento da pobreza da população sulina e sua acentuada degradação social, com a proliferação das condições sub-humanas, são fatores que causam indignação, principalmente porque não existe perspectiva de reversão deste caótico quadro dentro do cenário sob o controle do estado brasileiro.

7 . Fatores Morais:
A falta de investigação séria e veloz diante das constantes e crescentes denúncias de estelionato, de peculato, de formação de quadrilha e de locupletação com os recursos do erário, com a impunidade que graça nos altos escalões do sistema pseudo-federativo brasileiro, nos fazem acreditar na veracidade e atualidade das afirmações de Rui Barbosa: "De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto"...

8 . Fatores Históricos:
Por fatores semelhantes aos atuais, nossos ancestrais já empunharam a bandeira da Independência e da Autonomia. A República Juliana e a República Rio-Grandense são testemunhas seculares de que não estamos fazendo nada de novo, apenas dando vazão ao centenário ideal de autodeterminação que vem sendo cultivado pelo nosso povo. A Guerra do Contestado, a Revolução Federalista de 1893, a Revolução de 1930, a República de Lorena e a eclosão de outros movimentos políticos ocorridos nas diversas regiões que compõem os três Estados sulistas, nos legam a consciência de que a falta de Autonomia, sempre foi objeto de insatisfação sulina, seja plena ou parcial, motivo pelo qual entendemos que somos a continuação de história inacabada, que nos outorgou fortes exemplos de que somos herdeiros de uma personalidade aguerrida e que sabemos lutar para defender nossos ideais. Nós, os sulinos, quando o combate tomava-se inevitável, sempre éramos chamados, desde os tempos do Império, ora para consolidar governos e formas de governo, ora para fixar e expandir fronteiras. Não é sem razão, que o sulino sempre afirmou orgulhoso, que as fronteiras brasileiras se consolidaram na "ponta de sua lança e nas patas de seus cavalos", Somos um povo que tem seu passado escrito com o sangue e o trabalho de nossos ancestrais, e exatamente por termos consciência deste patrimônio histórico, é que nos sentimos responsáveis pela história que haveremos de deixar para os que vierem depois de nós. Somos amantes do trabalho e da liberdade, mas queremos ser os responsáveis pelo nosso destino.

39 Comments:

Blogger jomar said...

O Sul é o meu pais, concordo plenamente à parte inerente aos costumes, linguagem, pratos tipícos, bem como a identidade do povo sulista, somente não concordo com separação, pois é inconstitucional, vide art.60 §4º.
Sou sulista e vou morrer sulista mas tenho orgulho de ser brasileiro, ninguem é mais que ninguém. Um abraço! Do tamanho do Brasil.

3:25 PM  
Blogger jomar said...

O Sul é o meu pais, concordo plenamente à parte inerente aos costumes, linguagem, pratos tipícos, bem como a identidade do povo sulista, somente não concordo com separação, pois é inconstitucional, vide art.60 §4º.
Sou sulista e vou morrer sulista mas tenho orgulho de ser brasileiro, ninguem é mais que ninguém. Um abraço! Do tamanho do Brasil.

3:25 PM  
Blogger FAB10.MARKE5 said...

This comment has been removed by the author.

8:54 AM  
Blogger ViNícULa said...

queria eu uma república unicamente farroupilha mas
com santa catarina e parana também ficaria legal

o sul é meu país é um movimento legal
e impoortante
http://blogdomaluco.blogspot.com/

5:16 PM  
Blogger Camila said...

É uma idéia interessamte, porém, acho pouco provável que o Sul consiga obter êxito no âmbito econômico. Somos cada vez mais dependentes da agricultura avassaladora do Centro-Oeste, das indústrias do Sudeste e Nordeste (região que vem galopando a passos largos nessa área, graças a incentivos fiscais pesados). Então na minha opinião deveríamos agir para fortalecer nossos setores de produção, ao invés de querermos independência. Independência essa que seria frustada no primeiro sinal de sair de nossas cabeças! BRASIL ACIMA DE TUDO

3:35 PM  
Blogger David said...

This comment has been removed by the author.

1:11 AM  
Blogger Jorginho L R said...

após ler as totais idéias deste, acho interessante este estudo,pois acredito tratar-se de pessoas, que, além de pré-ocuparem-se, com, ás "partes" relativas aos costumes, às linguagem, aos pratos típicos bem como as identidades do póvos sulistas ("partes estas viradas para os mais privilegiados a observar"), pré-ocupam-se também ou até mais, com, as desigualdades geradas e mantidas desde tempos de constituição delegada, assim mantendo, impunidade, injustiça, corrupção, assim gerando indignação, dos, que, Realmente e não no papel, amam sua Pátria e Clamam por ORDEM E PROGRESSO.
Um abraço simples e Justiça a todos! "sem esse negócio de tamnho do brasil que fica muito binito demais!lindo.

3:15 AM  
Blogger Lucilia said...

O Sul é mau país, concordo!
Já considerei uma idéia utópica, porém creio que com persistência conseguiremos realizar este sonho. Afinal: "sonho que se sonha só, é apenas sonho; mas sonho que sonhamos juntos, torna-se realidade."

2:08 PM  
Blogger maurebones said...

This comment has been removed by the author.

10:16 PM  
Blogger maurebones said...

deveria ter a união de SP, pois SP tem as mesmas características culturais que nós, eles apenas estão perdendo a cultura por culpa da migração nordestina, coisa que nós estamos tambem perdendo, só que com menos intensidade, e se não reprimirmos agora seremos destruidos pela migração nordestina.

10:17 PM  
Blogger Arthur said...

Desde pequeno discuto com minha mae a possibilidade do Sul como um país. é o sonho da vida de ambos. Já discuti com várias pessoas e sempre acabo por ter razao e faço mais uma pessoa aderir ao movimento. Quando voce vai em busca de dados e afirmaçoes concretas e tem base para argumentar com qualquer que seja a outra pessoa, voce tem certeza que a criaçao de um novo pais é totalmente viável com relacao a auto-sustentabilidade. Acredito, torço e luto pela criaçao do nosso país!

11:08 PM  
Blogger R. Victor said...

Penso que "O SUL É O MEU PAÍS" e como tal é importante que tenhamos em mente que uma separação pura e simples do restante do País sem um planejamento bem elaborado de nada serviria. E sul, como tal, deve ser entendido .... Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e no máximo São Paulo. Precisamos repensar o Sul e a sua importância no contexto do Brasil, até porque os Governos que aí estão não pensam no SUL... está cehgando a hora de fazermos alguma coisa pelo SUL .. POIS ELE ÉO MEU PAÍS! Abs,

7:22 AM  
Blogger sacrosaint said...

Bem..sou totalmente a favor da separacao...moro no exterior ja vao seus 20 anos e posso dizer que brasileiro/a e sinonimo com vagabundo/prostituta...e para esses q ficam dizendo q nao teriamos uma economia forte...por favor enforme-se antes de manifestaren-se...a reputacao dos brasileiros JAMAIS sera consertada..seremos sempre considerados cidadaos de terceiro mundo. Latersssss

9:17 AM  
Blogger Walmir said...

Desejo comentar, que durante todos os anos em que se trabalhou o pensamento e ideologia pró separatismo do Sul, animou-se uma conscientização adormecida no Sulista, que é o fato de sermos realmente um Pais, de sermos realmente cidadãos Sulinos.
Tal discernimento, agrega a certeza de que já há uma consciência nos Sulistas de que ainda ideológicamente, somos e vivemos em um pais, mesmo que, no interior de nosso ser, de nossos pensamentos e por nossas ações.
Isso, é uma cultura sedimentada de quase dois séculos. Não adianta nada resistir a algo que está determinado pela sua própria natureza. A separação virá de uma forma ou de outra, custe o que custar.
Que assim seja!
Walmir Battu

6:23 PM  
Blogger Walmir said...

Desejo comentar, que durante todos os anos em que se trabalhou o pensamento e ideologia pró separatismo do Sul, animou-se uma conscientização adormecida no Sulista, que é o fato de sermos realmente um Pais, de sermos realmente cidadãos Sulinos.
Tal discernimento, agrega a certeza de que já há uma consciência nos Sulistas de que ainda ideológicamente, somos e vivemos em um pais, mesmo que, no interior de nosso ser, de nossos pensamentos e por nossas ações.
Isso, é uma cultura sedimentada de quase dois séculos. Não adianta nada resistir a algo que está determinado pela sua própria natureza. A separação virá de uma forma ou de outra, custe o que custar.
Que assim seja!
Walmir Battu

6:24 PM  
Blogger André Cesar Sanches Bueno, said...

This comment has been removed by a blog administrator.

12:47 PM  
Blogger Fritz said...

O sul pode sim tornar-se um pais de primeiro mundo, não de imediato.
Não sei se sabem, mas o Paraná é o maior produtor de grão de todo o Brasil (maior do que qualquer estado do cerrado), é apenas no sul que se pode ter três safras num ano sem a necessidade de irrigação (graças ao nosso solo de origem basaltica). O paraná é responsável por mais de 70% do milho produzido no pais, é o segundo maior porodutor de soja e o maior produtor de trigo. O Paraná possui a maior reserva de carvão do Brasil. Nós temos um imenso litoral, temos uma agroindustria muito desenvolvida e possuimos as miores cooperativas e agroindustrias da américa latina.

Isso camaradas, eu falo só do paraná, imaginem os três estados unidos.
O nosso único problema é o de não possuirmos minério de ferro, o que prejudica a indrustrialização, mas não a impede.

A itália que possuir um território do tamanha do paraná aproximadamente, e seu território devido a geografia são poucos apoveitados são hoje um pais de primeiro mundo. Por que nós não podemos ser?

A cultura do sul, em junto do seu povo, é esquecia pelo o Brasil, pais esse que dá atenção apenas aos afrodescendentes e aos nordestinos, pais que esquece que é formado por europeus e asiáticos. Está mais do que nas hora de nos separmarmos. Quanto mais demorarmos mais fracos ficaremos e mais difícil será a missão. Quem sabe um novo Garibaldi não está entre nós.


Salve o sul camaradas, viva a liberdade!!!

8:08 PM  
Blogger joao said...

Totalmente à favor do sul é meu país!

8:59 AM  
Blogger gerson said...

É um absurdo o descaso com que o Sul é tratado pelo resto do país.
Nossos políticos são a minoria, talvez pela rede de corrupção que o senado se transformou.
Somos cidadãos honestos, que sabem trabalhar para viver, e não vivemos ás custas de ninguém.
É vergonhoso ser taxado de corrupto em qualquer lugar do mundo por onde passe, por conta de uma cota de pessoas sem caráter que se aproveitam da imensidão da nação para esconder seu dinheiro sujo.
O Sul tem todo o potencial para se tornar um país que alguns chamariam de 1º mundo, mas acima de tudo um país honesto, com pessoas honestas.
Sinceramente eu acredito nisso.
Deixemos Brasília ser a capital do Brasil, porque...
O SUL É O MEU PAÍS
Um Grande abraço a todos

10:37 AM  
Blogger alessandrojean said...

Primeiro, com toda a certeza surgirão aqueles contra nossa luta, não há dúvida: estão sendo alimentados por nosso suor. Não estamos fugindo do problema, queremos apenas resolver nosso problema. Enquanto o país todo desaba, o resto do Brasil cai na festa, enquanto nós, Sulistas, assistimos a tudo impotentes. Essa história de união pelo Brasil, contra a corrupção e tal, não passa de balela. Estude história, mané! Aqueles que vão contra o poder daqueles que realmente mandam no país são escurraçados ou descreditados, em casos mais extremos mortos e pronto. Você não vive em um país tropical, abençoado por Deus e que cuida da natureza. Mora num país covarde, que prefere morrer a lutar, que abre as pernas ao capital estrangeiro sem pudor algum, onde o que vale é a lei de quem faz as leis. Bem vindo a república das bananas, onde NÓS, o povo brasileiro, somos os bananas.
Segundo ponto, senhor André Cesar, não somos melhores do que o resto do país, apenas conscientes da situação e EXTREMAMENTE discrentes de que eles erguerão uma unha sequer para mudar o que está errado. Neto de nazistas, vc diz, isso é sim é lamentável! Não pregamos discriminação racial, ou qualquer outra, mas o senhor pelo visto vê todos os nomes germânicos associados a Hitler. Sou judeu, com muito mais orgulho no coração do que vc por ser brasileiro! Neto de fugitivos de Auschwitz-Birkenau (não era o amigo do Hitler, leia os livros sobre Segunda Guerra...)que fugiram da loucura nazista e foram recebidos de braços abertos não pelo seu Brasil-Maravilha, que pretendia extraditá-los de volta a Europa para morrerem nas camâras de gás, mas sim pelo governo catarinense e gáucho. "Se for preciso, eu volto a ser caudilho Por essa pampa que ficou pra trás Porque eu não quero deixar pro meu filho A pampa pobre que herdei de meu pai!" Se for preciso, lutarei pela vingança, pela ruína e um crepusculo de fogo! Avante lanceiros do Pampa!

8:19 PM  
Blogger romario said...

Sou universitario do sudoeste do Paraná e gostaria muito de saber como participar das reuniões palestras e debetes deste movimento que para mim deve ter apoio incondicional de todos aqyueles que se entendem parte do sul!
fico esperando retorno
abraço

6:41 AM  
Blogger Rafael said...

"...não somos melhores do que o resto do país, apenas conscientes da situação e EXTREMAMENTE discrentes de que eles erguerão uma unha sequer para mudar o que está errado."

*******************************

Esse é o erro meu caro Alessandro.
ELES não erguerão uma unha sequer mesmo...QUEM DEVE ERGUE-LA SOMOS NÓS.

Fico contente por você combater a preconceito, idéia que eu compartilho.
O que me intristece -MAS DEMOCRATICAMENTE EU RESPEITO- é a inocência em pensar que uma eventual "República do Sul" seria a solução de todos os males.

Corrupção, gente desnonesta, pessoas covardes...existem em todos os lugares.
Aqui no Paraná, no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina existem aos montes...AOS MONTES!

O problema é muito maior do que uma simples mudança no mapa.



DEMOCRATICA E RESPEITOSAMENTE deixo meu abraço a todos, em especial a você Alessandro.

:)

5:50 PM  
Blogger André Cesar Sanches Bueno, said...

"...não somos melhores do que o resto do país, apenas conscientes da situação e EXTREMAMENTE discrentes de que eles erguerão uma unha sequer para mudar o que está errado."

*******************************

Esse é o erro meu caro Alessandro.
ELES não erguerão uma unha sequer mesmo...QUEM DEVE ERGUE-LA SOMOS NÓS.

Fico contente por você combater a preconceito, idéia que eu compartilho.

O que me intristece -MAS DEMOCRATICAMENTE EU RESPEITO- é a inocência em pensar que uma eventual "República do Sul" seria a solução de todos os males.

Corrupção, gente desnonesta, pessoas covardes...existem em todos os lugares.
Aqui no Paraná, no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina existem aos montes...AOS MONTES!

O problema é muito maior do que uma simples mudança no mapa.



DEMOCRATICA E RESPEITOSAMENTE deixo meu abraço a todos, em especial a você Alessandro.

André Cesar Sanches Bueno
:)

5:52 PM  
Blogger =Renan Medeiros= said...

Certamente com uma nova forma de governo, descentralizado ja diminuiria e muito a corrupção, não tenho dúvida que o Brasil não deu e nem vai dar certo, vejo o movimento como uma luz no fim do túnel.

5:01 PM  
Blogger Junior said...

Por favor, Nós do Sul precisamos de todo empenho para extirpar essa maldição que se chama Brasília, Senado, câmara dos deputados... Só tem povo la de cima tomando conta, ou o presidente do senado é Bahiano, ou é Alagoano, ou é Maranhense, entendam, não estou falando que o povo seja igual aos malditos políticos mas os comandantes não prestam. Se o povo de lá quiser vir para o NOSSO PAÍS, é só trabalhar, aqui não vai ser de vagabundo, vamos criar uma nação com justiça. Não conseguimos nos livrar deles como políticos, então eles vão perder o território que dará lugar a primeira potência do Mundo, não em armamento militar, mas no que nos move, a Economia. Todos nós sabemos que nossos impostos são para pagar Bolsa disso e bolsa daquilo.... CHEGA!!!!! TENHO DIREITO DE TER UM PAÍS DIGNO DE SE MORAR, DE VER MEUS FILHOS CRESCEREM COM FUTURO, DE PODER ANDAR A NOITE TRANQUILO, DE DORMIR TRANQUILO, VIDRO DO CARRO ABERTO, VIDA, ENTENDEM, VIDA... Faço parte desse movimento desde quando nasci...

8:46 PM  
Blogger Alexandre said...

O Sul É MEU PAÌS!!!!

Orgulho de ser 'brasileiro'?... Brasil???

Por quê? O que é o Brasil afinal?

Resume-se em Nordeste e Rio de Janeiro... enormes buracos que sorvem dinheiro e sangue.. buracos sem fundo... alguém pode dizer que não?

Uma cultura 'nacional' podre e infame... e cada vez mais se degradando, tornando o brasileiro cada vez mais nojento.... alguém pode dizer que não?

Futebol, Carnaval, Corrupção e Sacanagem... é como o Brasil é conhecido lá fora... alguém pode dizer que não?

Ladroagem e corrupção praticamente generalizada... alguém pode dizer que não?


Em Brasília, a sacanagem e a corrupção escorrem pelas paredes...
O legislativo, o executivo e o judiciário brasileiros fazem o que querem... cospem na cara do pai de família trabalhador e entoam risadas de luxúria imunda... alguém pode dizer que não?

Os infames problemas de sempre desse país estão aí, nunca se resolvem e só pioram... cada dia mais e mais... alguém pode dizer que não?

Execram e difamam o sul constantemente... alguém pode dizer que não?

O Sul não existe para o Brasil... a não ser quando o assunto é dinheiro e tal... alguém pode dizer que não?


MAS O SUL EXISTE PARA OS SULISTAS... PARA O POVO DAQUI!!!

Olhem às suas voltas...
Olhem o Brasil 'amado'...
É disso que se orgulham????

De ser penta?
De PANRIO?
De ter o maior carnaval do mundo?
De sorrir diante das crueldades da vida impostas por um sistema carcomido e podre?

Não, gente de bem não sorri para a desgraça... gente de bem se afasta da desgraça... gente de bem quer futuro melhor para seus filhos... quer sentir verdadeiro orgulho e dar seu sangue por sua querência amada...

E tenho comigo que o meu povo do Sul... é gente de bem...

Essa é minha opinião pessoal e não me baseio neste movimento para proferí-las...
Simpatizo, concordo e apoiarei esse movimento.

6:57 PM  
Blogger Vinicius said...

ola separatistas do meu rio grande, como nao se separar de um brasil falido, vamos construir uma nova suica aki no sul, parana e santa catarina, viva a independecia dos povos

6:32 AM  
Blogger Leandro said...

This comment has been removed by a blog administrator.

7:48 PM  
Blogger elias said...

foi com grande alegria que encontrei o movimento " o sul e o meu pais" no orkut, tudo muito bem explicado e com ideias bastante interessantes , eu acredito que a melhor maneira de divulgar esta ideia seria o envolvimento de pessoas influentes e a propaganda continua , porque as vezes muitas pessoas queriam fazer parte de um certo movimento , mas nao sabem a existencia de tal.continuem assim e gostaria que alguem me falasse como eu poderia ajudar, porque atualmente eu estou morando nos estados unidos e assim que encontrei esta pagina na internet eu comentei com o meu cunhado , minha ex mulher , minha irma e todos me pareceram bastante emocionados com este movimento.continuem com a luta porque me parece que estamos no caminho certo e muita paz para todos.tchau

11:09 AM  
Blogger montecristo741 said...

Interessante!:D

3:03 AM  
Blogger Mariane said...

Com tantas coisas bem escritas aqui, não tenho nada a acrescentar. O sul sempre foi e sempre será O MEU PAÍS! Orgulho em ser Catarinense, orgulho em ser do SUL!

6:56 AM  
Blogger caio said...

duvida

Ao ler as idéias aqui descritas, uma certa dúvida me veio a cabeça.
Em um dos tópicos referidos às idéias do movimento me deparei com um que dizia algo semelhante a "COM A CONSULTA POPULAR, através da realização plebiscitária e de levantamentos, pesquisas para aferição da vontade popular, se deseja ou não a sua autodeterminação independentista ou confederativa".
Pois bem, esta "vontade popular" aqui descrita, pelo que me parece, refere-se a vontade do povo do sul, más, quando falamos em autodeterminação ou separação, o que me parece é que estamos deixando de lado a vontade do resto do país, que em grande parte depende do sul em inumeras áreas. Será que é da vontade dos nossos irmãos de pátria essa separação?
seria como dividir uma casa ao meio, sendo que de um lado permanececem a sala e a cozinha, e de outro lado o banheiro e a lavanderia, agradaria ao residente que ficou com o lado do banheiro? Aonde ele iria dormir?
E ao outro residente? Banharia-se na sala?
Não podemos esquecer que ao "livrarmo-nos" de um pedaço de terra que talvez nos pareça inútil, estamos retirando de alguém um pedaço de terra que talvez o seja útil.
Não estou dizendo que o projeto é egoísta ou exêntrico, apenas gostaria de lembrar que em um "divórcio" quase sempre alguem sai perdendo, e, para se possa divorciar, ambos os lados têm que concordar

6:25 PM  
Blogger Marcio said...

Sempre fui a favor deste movimento, temos que unir forças e pensamentos para quem sabe algum dia sermos um país livre.

10:46 AM  
Blogger Cadu Góes said...

Boa tarde.

Moro em Curitiba e sou um nacionalista fervorozo. Mas sempre quis uma nação sulista.

Bem, a idéia é otima, mas há um porem. Todo o trabalho feito é em vão. Simplesmente, porque a costituição proibe e nem presidente nem senado podem mudar. Então, o caminho pacifico já era.
Acredito, que seja hora de rever as posições. Sabemos que apesar da car ta da ONU ser para todos, não devemos no esquecer que uma independencia passa pelo Conselho de Segurança, e podem contar que os EUA bloqueariam tal pauta.

Outro ponto, é que os militares brasileiros estão atentos, e a qualquer sinal, eles deflagrarão operações. E se, como vi em alguns blogs e comunidades, fossem eleitos representantes (vi até ideias de presidentes e governadores), os militares reagiriam, talvez até com um golpe militar.
Infelizmente, separatismo hoje somente com açoes radicais. Não digo ataques suicidas, mas a formação de uma frente militar que possa em determinado momento, bloquear as divisas PR/SP, impedindo qualquer envio de reforços para a região.

Acredito que novas frentes sejam abertas, somente assim teremos chances.

7:50 AM  
Blogger Beto said...

Bom.. quando passa algo sobre Brazil seja tv radio ou jornal.. mostra logo oque? acarajé, vatapá, carnaval ano inteiro.. bahia.. salvadooo!! oxente seu mininu! isso quando fora do Brazil alguns paises ainda acham que aqui só tem índio.. É por isso mesmo que o Sul deve ser um pais independente! pois nao temos tempo pra ficar tomando agua de coco e deitado na rede o dia inteiro..
esse negocio de tenho orgulho de ser brasileiro uma pínoia.. pois nesse pais de quarto pra quinto mundo nao temos oque se orgulhar.. ah desculpa! temos sim.. a escola vencedora no desfile de carnaval..
* Mangueira;
* Portela;
* Acadêmicos do Salgueiro;
* Beija-Flor de Nilópolis;
* Imperatriz Leopoldinense;
por isso acredito, torço e luto pela criaçao do nosso país!
O SUL É O MEU PAÍS

7:58 PM  
Blogger kielsi said...

é pessoal, sou paranaense, herdei o orgulho sulista de meu finado pai e desde que me reconheço cidadão sonho com isso, mas compartilho com as idéias do cadú, pacificamente.... infelizmente será mto difícil!!

1:03 AM  
Blogger rafa.hali said...

simpatizei com o movimento, e apartir de agora, que tenho este conhecimento, apoiarei, pois concordo plenamente.
O SUL EH MEU PAIS.

8:02 AM  
Blogger Cleones said...

O SUL É MEU PAÍS !!!!!!!!!!!!
O SUL É MEU PAÍS !!!!!!!!!!!!
O SUL É MEU PAÍS !!!!!!!!!!!!
O SUL É MEU PAÍS !!!!!!!!!!!!
O SUL É MEU PAÍS !!!!!!!!!!!!

Falo com muito orgulho que sou do SUL, que sou de SANTA CATARINA...
mas no entando não tenho tanto orgulho de ser BRASILEIRO, afinal, o Brasil é um país que não deu certo, e numca vai dar...
A cada nova gestão em nossos governos o que ganhamos é mais impostos e impostos, a cada ano que passa temos que trabalhar mais dias para sustentar esta máquina de corrupção, em contra partida a educação, a saúde, a segurança e o saneamento básico estão cada PIOR.
Os políticos brasileiros são os mais bem pagos do mundo,fora a "penca" de secretários e de familiares que vem atrás, e nunca estão contentes, querem mais e mais do nosso SUOR.

BASTA !!!!!!!!!!!!
BASTA !!!!!!!!!!!!
BASTA !!!!!!!!!!!!

O SUL É MEU PAÍS !!!!!!!!!!!!
O SUL É MEU PAÍS !!!!!!!!!!!!

4:49 AM  
Blogger disebudias said...

Sou de Minas e acredito que o grande responsável pelas nossas lamentações e mazelas está no Planalto Central. Brasília se alimenta enormemente das vultosas somas de dinheiro que mandamos pra lá. E de cara, é beneficiada ainda pela nossa odiosa constituição de 88 que de fato foi detalhista e exagerada em suas leis, e desta forma sufocou a representatividade dos estados de legislar em seus interesses básicos. Brasília desta forma se ergue em seu poder centralista aos céus. E não é atoa que possui um dos maiores pibs per-capta do Brasil e a cidade ate parece de primeiro mundo para todos que a conhecem. Ora, com tanto poder, Brasília não poderia estar tão orgulhosa assim, pois no fundo é também tão gulosa que sua periferia é cercada de uma pobreza sem fim. O que diria os estados mais pobres deste pais! Desta forma supre os nossos ilustres representantes em seus cargos de luxo governamental que no fim, jogam as migalhas para os verdadeiros trabalhadores da região. Se beneficia ainda deste maldito capitalismo financeiro-liberal que transforma esta pais num inferno de pobreza e desigualdade crescente e paraiso para banqueiros e ricassos magnatas do poder. Resumindo, nada é produzido lá,a não ser leis contra os verdadeiros trabalhadores deste país. Nossas leis mostram que pertencemos a um estado centralizador, e Brasília governa, autoritariamente, para todos sem que os estados não tenham a mínima chance de governar em suas mínimas coisas. Portanto, no sentido político e econômico, Brasília nos representa, e o faz muito mal para com todos estados da federação.
A idéia de grupos separatistas regionais que venho acompanhando nos últimos tempos, pode a principio ser uma solução rápida para a dor que sofremos, mas sinceramente. É uma "forçação de barra" muito grande, é como diz aqui, colocar a carroça na frente dos bois, ou "queimar etapas". A mesma constituição não a permite isso pela "lei pétrea", e caso seja descumprida, haverá, necessariamente uma guerra. E assim, neste estado de coisas, a situação pode piorar ainda mais. Acredito que existem muitas pessoas aqui que são favoráveis ao separatismo, no mesmo caso, mas o que deveria ocorrer, na minha opinião seria a principio reformular nossas leis constitucionais para que houvesse um mínimo de autoridade para os estados poderem legislar, pois estes se encontram altamente dependentes do poder central. Uma outra coisa seria forçar um movimento em busca do federalismo, tal como o existente nos EUA, para que haja maior determinação dos estados na busca de independência e soberania. No fim, Os estados membros poderiam rever algumas posições sobre sua independência total ou regional. Acredito que se tomarmos a luta no campo das leis poderíamos crescer até como nação e desta forma, rever nossas relações entre estados, e quem sabe, concordaríamos que não haveria mais necessidade de racha neste pais. Mas tudo isso é coisa para algumas gerações, isso é claro se houver mais interesse e esclarecimento político dessa nação. É claro que nossos políticos nem estão preocupados com isso, nem mesmo com as coisas mais importantes nesse momento eles se importam! E ainda não há qualquer movimento social que atente para essa situação hoje. Portanto, estamos muito verdes, sem consistência ainda para chutar o pau da barraca e mudar uma coisa deste porte neste pais.

7:26 PM  

Post a Comment

<< Home